Famílias atendidas
em Porto Seguro e região
23.800



    Covid-19: As vítimas econômicas da crise são os mais impactados pela crise.

      PORTO SEGURO SEM FOME - A FOME NÃO É FAKE

    Não bastasse a tragédia que é o impacto direto na saúde da população que está contraindo o Coronavirus e a provável explosão de casos quando ela atingir comunidades em risco social devido a altíssima densidade, aglomeração e falta completa de serviços sanitários, o aspecto do impacto econômico que esta crise causa pode ser ainda mais brutal que a própria doença.


    Centenas de milhares de famílias nos grande centros urbanos do país, que dependem de trabalho informal ou trabalhos pontuais estão totalmente desamparados neste momento. A cada semana que passa com a necessidade de fechamento de empresas e locomoção estas famílias estão, pouco a pouco, sofrendo a crise da pior forma, ou seja, sem qualquer ajuda financeira para que possam sobreviver.

    Se de um lado é muito importante que se respeite as regras impostas pela OMS e governos locais, é mais importante ainda pensar em como essas comunidades, que são a maioria da população do país, vão sobreviver a este período. Muitas famílias podem sobreviver ao Coronavirus mas não à fome, por exemplo.

    Nesse sentido, a Ação da Cidadania está intensificando sua atuação de distribuição de alimentos por todo o país e apela a sociedade civil e setor privado que nos ajude a levar o mínimo de dignidade para estas famílias tão atingidas pela grave crise de saúde que o mundo passa.




    História

    • ” A cultura apareceu para construir no campo arrasado, para levantar do chão tudo que foi deitado. O que importa é alimentar gente, educar gente, empregar gente. E descobrir e reinventar gente é a grande obra da cultura. Uma obra que será nossa. Será porque a cultura continua a pensar, discutir, reunir, transformar. A arte sabe e quer dizer mais, muito mais. A arte tem o poder de transformar, nem que seja primeiro na ficção, na imaginação.”
  • Herbert de Souza (Betinho)

  • Em 2020, a Ação da Cidadania completa 27 anos. Muita história, muitas conquistas e muitos desafios novos. Conheça ano a ano, nosso trabalho e realizações no Sul da Bahia.

    Venha fazer parte dessa bela página da História do Brasil.



Quem tem fome, tem pressa.

  • Com essa frase, Betinho definiu o ideal que fundou a Ação da Cidadania contra a Fome e a Miséria. Depois de anos de trabalho e dedicação, muita coisa já mudou. Mas ainda há muito o que fazer. Junte-se a nós.

A Ação da Cidadania nasceu em 1993, para ajudar 32 milhões de brasileiros que estavam abaixo da linha da pobreza. Hoje, vinte anos depois, sensiilizada a sociedade, efetivados programas dos governos Federal, estaduais e municipais, muita coisa mudou. Mas o Brasil ainda tem fome.

E você tem fome de que?


Comitê Porto Seguro


Atuante desde 2008, o comitê inIciou suas atividades em Porto Seguro, com a "Mostra Livre de Arte e Cultura", um evento cultural que criou espaços de manifestação, divulgação e sinergia das expressões artísticas e culturais populares da região, contribuindo com o resgate da cultura local e a construção da cidadania.

A literatura é utilizada como expressão de integração. 

A Mostra Livre e o Baile da Cidadania, fazem parte dos projetos da Aão da Cidadania no Sul da Bahia e já está inserido no calendário da região, tendo mobilizado em 10 anos de existência, diversos parceiros e artistas: Armandinho Macêdo, Baby do Brasil, Banda Diamba, Ramanaia, Sérgio Boré, Grupo de Capoeira Sul da Bahia, Ari Sobral, Arte e Vida, Índios Pataxó, grupo Afro Omulu Brasil (hoje Grupo Africanidade), Circo do Piter, Casa de Arte São Francisco, entre outros.

Linha do tempo

  • HISTÓRIA DA AÇÃO NO SUL DA BAHIA

  • 2008

    Porto Seguro Sem Fome - Arraial Cenário - Mosta Livre de Arte e Cultura

    Mestres de Cerimônia:
    Arte Com Vida


    Atividades ludico-educativas:
    Dra. Alessandra Cantalogo (fisioterapeuta)


    Espaço Musical:
    Ari Sobral
    Dahiana Dias e Edu Casado (violão e voz)
    DJ Lico Fernandez
    Fran Alex (violão e voz)
    Muçanguetto (afro-percussão)


    Espaço de Leitura:
    Aos Sinos dos Anjos Art Hotel (Espaço de Leitura Ação da Cidadania)


    Espaço Contação de História:
    D'Alva Maria Baptista


    Espaço Poesia:
    Hugo Renoult


    Espaço Teatro:
    Sol Faria


    Espaço Cultural:
    Brasil Chama África
    Grupo de Capoeira Sul da Bahia - Mestre Raílson
    Índios Pataxó

    Espaço de Artes Plásticas:
    Bigu & Liu
    D'Alva Maria Baptista
    Diamante
    Geraldo Casado


    Espaço Oficinas:
    GPS (modelagem em argila)

  • 2009

    19/12 - Porto Cenário - Mosta Livre de Arte e Cultura
    20/12 - Porto Cenário - Mosta Livre de Arte e Cultura

    Abertura com apresentação de capoeira

    Contação de história
    Teatro de Bonecos - Tino e Tina
    Oficina de fotografia
    Oficina com reciclável
    Oficina de Cordel
    Gincana ambiental
    Grupo Afro Omulu Brasil - Infantil
    Apresentação Circense e oficinas
    Pula pula
    Algodão doce
    Pipoca
    Presença do Papai Noel

  • 2010

    O evento aconteceu dia 23 de dezembro no centro do distrito de Arraial d'Ajuda, mais uma vez com o propósito de entretenimento, resgate cultural e cidadania. Foram arrecadados 160 brinquedos e 90 livros.

    Mestre de Cerimônia: Palhaço Calcinha Caída

    Professor Dentinho: Capoeira e Puxada de Rede (crianças do Bairro Santiago)

    Teatro, Circo, Dança, Contação de Histórias
    Parque inflável: Pula Pula, Escorrega, Piscina de Bolas

    Palco aberto para shows e homenagens:

    Ari Sobral

    Sérgio Boré - Tambores Urbanos

    Diamba - Música Reggae diretamente de Salvador

    Banda Nova e o Escaravelho

  • 2011

    Reggae e praia

    Mestre de Cerimônias: Palhaço Arraial
    18:00: Chegada de Papai Noel
    18:30: Apresentação de Capoeira
    18:50: Teatro de Bonecos Cia Tino e Tina
    19:30: Casa de Artes São Francisco (Sol Faria)
    20:00: Grupo Omulu Brasil Infantil (Dick Rei)
    20:30: Circo do Piter
    21:30: Casa de Versos

    22:00: Palco livre
    23:00: Banda Ramanaia (Reggae)

    Oficinas:
    GPS Gil (argila)
    Jacobina (artes aquarela)
    Reciclagem Fabiano (artes fluor)

  • 2012

    Carnaval: 1º Baile da Cidadania

    O Carnaval sem Fome chega em Porto Seguro

    Mostra Livre de Arte e Cultura em dezembro

    Show de Armandinho Macêdo

    .

  • 2013

    2º Baile da Cidadania e Show de Armandinho Macêdo

    O Carnaval sem Fome visa incentivar o exercício da cidadania nos foliões por meio de doação de alimentos não perecíveis durante o período carnavalesco.

    O evento é gratuito promovido pela Ação da Cidadania e oferecido pelos hotéis, pousadas e comércio local do Município. Os mesmos colaboram com as doações. As doações são entregues para a Ação da Cidadania e repassadas para as lideranças comunitárias.

    A cidade consolida um grande atrativo para o calendário cultural e centenas de famílias são beneficiadas.

  • 2014

    3º Baile da Cidadania com Armandinho Macêdo comemorando 50 carnavais

    Evento aconteceu em Arraial d'Ajuda - Rua do Mucugê - Praça Caminho do Mar

  • 2015

    4º Baile da Cidadania e Show de Armandinho Macêdo e Baby do Brasil

    Evento aconteceu em Arraial d'Ajuda - Rua do Mucugê - Praça Caminho do Mar

  • 2016

    5º Baile e 6º Baile da Cidadania com Armandinho Macêdo

    Apresentação de Armandinho macêdo em Arraial d'Ajuda e Santo André

  • 2017

    Show de Nengo Vieira

    Evento aconteceu em Santa Cruz Cabrália

  • 2018

    10 ANOS DE CIDADANIA EM PORTO SEGURO

    O Natal sem Fome teve origem com o inesquecível Betinho. Em Porto Seguro, sul da Bahia, a Ação da Cidadania, em 10 anos de existência, ajudou 7.652 famílias, desde que Eduardo Jacaré trouxe para o município essa importante ação humanitária. Faça a sua parte também, participe colaborando com o Natal sem Fome e idealizando projetos de mobilização ao combate da fome.
    Quer participar também? Vem com a gente!

  • 2019

    REGGAE CONTRA A FOME

    Show dobradinha de Fauzi da Tribo de Jah e Nengo Vieira no dia 09 de fevereiro no centro de Arraial d'Ajuda. O passaporte solidário foi 2Kg de alimentos não-perecíveis. Foi incrível!

  • 2020

    AÇÃO CONTRA O CORONAVÍRUS

    A ação da Cidadania ajudou a levar o mínimo de dignidade para estas famílias tão atingidas pela grave crise de saúde no perºiodo mais intenso do Covid-19.

Galeria


Projetos

TODA CRIANÇA TEM O DIREITO DE LER E DE BRINCAR

Brincar é um direito garantido pela ONU e pela Constituição brasileira

O Natal sem Fome dos Sonhos busca sensibilizar o cidadão comum, agentes sociais, artistas, órgãos de governo, empresas, organizações sociais da região – a se unir em uma ação solidária e cidadã de arrecadação e distribuição de alimentos, brinquedos e livros a moradores de comunidades de baixa renda da região.

A arrecadação é uma forma lúdica de lembrar a todo cidadão a importância de promover ações que garantam o direito de toda criança de brincar e estudar. Uma nova geração sem miséria só será possível com uma educação de qualidade.